quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Copa 2014 e Olimpíadas 2016 Efeitos Positivos e Negativos

“Copa e Olimpíadas colocam Brasil em novo patamar de negócios, avalia Abdib”; essa foi a manchete publicada pela repórter da Agência Brasil, Luciana Lima, onde ela destacava a avaliação feita por Paulo Godoy, presidente da Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de Base (Abdib). Claramente a avaliação tem seu valor de veracidade e pode ser considerada correta; porém até que ponto? Num país onde dias após a certeza que ambos os eventos serão realizados em pleno solo, um helicóptero militar é derrubado por marginais fortemente armados, tirando a vida de outros; um país onde chuvas desalojam e alagam a casa de centenas de pessoas; país onde pessoas acordam para trabalhas antes da seis horas da manhã e por conta da insuficiência de estrutura do transporte coletivo, não sabem a que horas estarão em seus empregos. É válido lembrar, que nem tudo são espinhos em se tratando de Brasil, porém a necessidade de melhoras que o país precisa para abranger ambos os eventos e toda mobilização que estes trazem já está defasada, pois é preciso inicialmente respaldar o povo brasileiro.
Claramente os avanços estruturais serão feitos, mas resta saber se estes continuarão a ser usados depois de terminada “passagem” ou se igualmente no Pan do Rio de Janeiro, serão feitas obras para o desvio de dinheiro público, que estarão esquecidas ao “final da festa”? A violência sofrerá queda e as pessoas poderão sentir-se seguras, ou apenas serão selados “acordos de paz” enquanto ocorrem estes eventos? O Brasil tornou-se um grande centro e potência latina e necessita de avanços para tornar possível a idéia de expansão mundial, tornando-se potência para o mundo e não só para o MERCOSUL; talvez a Copa do Mundo de Futebol e as Olimpíadas sejam o incentivo que ainda faltava, mas este parágrafo trata apenas do talvez que envolve esse avanço. Questões como estas só pedem ser de fato, respondidas após o fim de 2016.
Tomando como base outras sedes, que se modernizaram através do esporte, o Brasil tende ganhar em estrutura, comércio e até mesmo na parte de empregos, porém para termos uma base esportiva infantil difundida, seria necessário uma reeducação a começar pelas escolas, já que não possuindo estrutura temos um grande poder no meio esportivo, sendo um país condicionado a criar atletas, a probabilidade de crescimentos é alta, com isso podemos tomar a diminuição da “bandidagem”, que muitas vezes é o caminho mais fácil (para lugar nenhum, em sua maioria) mas é o espelho que as crianças de menor renda tem por perto, se o esporte passa a ser este espelho, o país ganha imensamente, mas trata-se não só de educação física em escolar particulares ou projetos não governamentais para a baixa renda, é preciso um aprofundamento em todos os seguimentos. Vale lembrar que esporte também é cultura, mesmo que essa cultura seja destinada a pequenos blocos da sociedade. Além da educação, o pecado da saúde assombra o Brasil e muitas críticas foram dirigidas a isso, pelo fato de orçamentos milionários destinados para esportes dos quais nem se tem possibilidades de grande parte da população praticar (golfe, tênis, nado sincronizado), ao invés de investimentos na educação e na saúde.
A mídia se dividiu em torno dos eventos esportivos no país, muitos destacaram os avanços, outros tantos as despesas, mas se observarmos o povo que lotou as praias para acompanhar a decisão olímpica ou festa por receber um Copa do Mundo após tanto tempo será constatada a felicidade que foi demonstrada. Ao povo cabe a festa, aos comunicadores passar a realidade sobre os fatos e aos governantes e responsáveis nacionais (CBF e COB) tomar as medidas necessárias para que tudo ocorra de maneira correta.

5 comentários:

  1. Estou dando uma lida em algumas notícias atuais e artigos polêmicos que podem cair no ENEM 2012, lembrando que a prova começa daqui a duas horas e quarenta minutos. O texto acima é muito bom e informativo. Gostei da linguagem e das informações, principalmente da forma como posicionou cada item. Já é algo a mais para se fazer uma boa redação, caso o tema seja esse. Obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Que coicidência! Estou na mesma situação e também acho o texto muito bem redigido, com informações consistentes para estruturar uma coletânea para o Enem. Agradeço ao autor do mesmo.

    ResponderExcluir
  3. showw!!! Gostei do texto.

    ResponderExcluir
  4. Mateus Diniz Silva4 de abril de 2013 10:18

    Texto coeso e inteligente sobre os reflexos da Copa e Olimpíadas.
    Gostei muito

    ResponderExcluir
  5. Esse texto explica muito e me ajudará bastante na minha redação !!
    Obrigada pela informação !!

    ResponderExcluir

Seguidores